Comunicação e publicidade: mestiçagem e nova oralidade na publicidade en la lengua portuguesa

  • Lourdes Malerba G Gabrielli Universidade Presbiteriana Mackenzie.
Palabras clave: Mestiçagem cultural, oralidade, criação publicitaria

Resumen

A mestiçagem cultural tem se mostrado importante recurso criativo na publicidade, e a coloquialidade, elemento presente na comunicação publicitaria, que tem como objetivo gerar aproximação com o público, é também uma das marcas das sociedades mestiças, caracterizadas, entre outros, pela cultura oral.

Esta cultura oral, que atribui elementos de coloquialidade à comunicação publicitária, perpassa os meios impressos e audiovisuais, e vem sendo denominada “nova oralidade”. Na construção de mensagens audiovisuais, a nova oralidade potencializa o poder de convencimento da comunicação publicitária. Através de um breve estudo das questões da mestiçagem e hibridação cultural, bem como da coloquialidade na língua portuguesa e sua importância na criação publicitária, pretende-se abordar a criação publicitária e a nova oralidade mestiça.



Biografía del autor/a

Lourdes Malerba G Gabrielli, Universidade Presbiteriana Mackenzie.
Doutora em Comunicação e Semiótica pela Pontificia Universidade Católica de São Paulo - PUCSP, professora adjunto da Universidade Presbiteriana Mackenzie e professora Assistente Mestre da PUCSP.

Citas

ALMEIDA, Milton José de, Imagens e Sons. Coleção Questões da Nossa Época, no. 32, São Paulo, Cortez, 2004.

BAKHTIN, Mikhail, Estética da Criação Verbal,São Paulo, M. Fontes, 2000.

BURKE, Peter, Hibridismo Cultural, São Leopoldo, RG, Unisinos, 2003.

CANCLINI, Nestor Garcia, Culturas Híbridas, S. Paulo, Edusp, 2000.

______________________, La modernidad después de la postmodernidad, em Modernidade: vanguarda artística na América Latina (prg. Ana M. de Morais Beluzo), São Paulo, Memorial/UNESP, 1990.

COLÓN, Eliseo R, Publicidad Modernidad Hegemonia. San Juan, Universidad de Puerto Rico,1996.

GABRIELLI, Lourdes e HOFF, Tânia, Redação Publicitária, Rio de Janeiro, Campus, 2004.

GRUZINSKI, Serge, O pensamento Mestiço, São Paulo, Cia das Letras, 2001.

________________, A Guerra das Imagens, São Paulo, Cia das Letras, 2006.

HALL, Stuart, A Identidade cultural na pósmodernidade,

Rio de Janeiro, DP&A, 2003.

MAINGUENEAU, Dominique, Análise de Textos de

Comunicação, S. Paulo, Cortez, 2002.

MACHADO, Irene, Semiótica como Teoria da Comunicação, Revista Famecos, Ed. Meridional, Porto Alegre, RS, Junho de 2002.

MARTÍN-BARBERO, Jesús, Ofício de Cartógrafo, Santiago, Fondo de Cultura Econômica, 2002.

_______________________, Dos Meios às Mediações, Rio de Janeiro, UFRJ, 2001.

SANDMANN, Antonio, A Linguagem da Propaganda, S. Paulo, Contexto, 2002.

VIAN JR, Orlando, Linguagem e Desigualdade Social, Análise Crítica do Discurso de Capão Pecado, Artigo inédito, 2004.

ZUMTHOR, Paul, A Letra e a Voz, Tradução de Amalio Pinheiro e Jerusa Pires.

Ferreira, São Paulo, Companhia das Letras, 1993

Publicado
2015-03-02
Cómo citar
Gabrielli, L. M. G. (2015). Comunicação e publicidade: mestiçagem e nova oralidade na publicidade en la lengua portuguesa. Luciérnaga Comunicación, 5(9), 84-91. Recuperado a partir de https://revistas.elpoli.edu.co/index.php/luc/article/view/303
Sección
Artículos

Métricas de Artículo

Resumen : 96   PDF : 54